Zoom

Fome De Viver

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

Por André Rodrigues, de Oxford

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

Comece essa viagem antecipadamente, passando um fim de semana inteiro em Londres. A capital inglesa, com aquela infinitude de possibilidades culturais e turísticas, vai zerar suas baterias. Só então, em frangalhos, na segunda-feira bem cedo, embarque no transfer para Oxfordshire. Depois de meia hora na autoestrada, você vai chegar ao Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saison, um hotel butique puro charme. Seguindo esse roteiro (que, de fato, fiz), o impacto vai ser ainda maior. Entre esculturas em bronze que replicam pássaros, animais e até alcachofras gigantes nos jardins em cores e texturas improváveis – uma mistura fina que os ingleses amam –, o ranço da cidade grande começa a evaporar. De repente, a gente lembra que tem todos os sentidos: visão, olfato, audição e, em especial, paladar, como revelaremos a seguir. No terreno de muitos hectares, ficam a mansão-sede, rodeada por 16 quartos, cada qual decorado à sua maneira, sob medida para receber, com total conforto e privacidade, um casal de adultos – não se trata de um lugar para crianças. Pense mais em uma lua-de-mel, ou bodas de qualquer coisa, que você queira celebrar a dois, feito realeza. Afinal, por aqui já passou gente como Elizabeth Bowes-Lyon (1900-2002), mãe da atual rainha da Inglaterra, bisavó dos príncipes Harry & William.

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

Esteja, inclusive, preparado para cruzar o tempo todo o caminho de senhoras e senhores finos, montadérrimos, à luz do dia, caminhando pela grama com seus chapéus, saltos, cachimbos e sapatos lustrosos. Podem parecer figurantes de um filme de época, mas são apenas seus vizinhos de quarto dando uma volta.

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

No comando dessa fábula (que começa a se tornar realidade a partir de 950 libras por dia), está Raymond Blanc, chef francês que se mandou para essas bandas ainda muito jovem, depois de “começar no lugar certo, só que na hora errada, levando tapa na cara em um restaurante na França”, como relata em sua autobiografia. “Quando cheguei aqui, achei que estava no lugar errado e na hora errada. Hoje, sei que não. A Inglaterra virou meu país adotivo”, segue. “Foi inacreditavelmente difícil transformar uma residência particular em Oxford no Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons. Mas, tudo bem. Eu amo desafios.

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

Na verdade, é para eles que eu vivo”, conta. Além do detox da alma, os hóspedes do Le Manoir querem mais. Querem comida.

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

E da melhor qualidade. Há 30 anos com duas estrelas no guia Michelin (o Oscar da gastronomia mundial), monsieur Blanc é considerado um dos chefs mais conceituados da Europa. “Nem me acho um superstar. Sou apenas um cara que é apaixonado pelo trabalho”, diz, fazendo o humilde. Quando a pergunta é seu preparo favorito, ele rebate com diplomacia: “Tenho que cozinhar o que as pessoas querem comer. Mas, também é meu papel educar o paladar dos comensais”, explica. De fato, o menu degustação do seu restaurante é um convite à aventura palativa: entre pães e laticínios exóticos, uma terrine de geleia de beterraba com sorbet de queijo se mostra irresistível, até para quem tem nojinho do legume açucarado (ou de sorvete salgado).

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

“Comer é fácil. Cozinhar é ainda mais simples. Você só precisa pensar. Tomar decisões. E, claro, usar bons ingredientes. O que você serve aos amigos ou familiares precisa ser uma declaração de amor”, finaliza o chef que já chegou a expulsar do Manoir uma famosa (e temida) crítica gastronômica só porque ela destratou seus garçons. Digno.

+ manoir.com

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

No meio do caminho entre Londres e Oxford, na Inglaterra, fica o Belmond Le Manoir Aux Quat’ Saisons, um destino que confirma: luxo, mesmo, só nas coisas simples da vida

Tecto

Milhares de produtos e ideias para seus projetos

Projetos para sua inspiração

Revistas

Kaza Ed. 170 Kaza Ed. 168 Kaza Ed. 167 Kaza Ed. 159 - Out - Nov/16